O Que Acontecerá Quando Os Pólos Magnéticos Da Terra São Anulados?

As agulhas das bússolas sinalizam pro norte. Desde há diversos séculos, sabemos que este modo ocorre por causa de a própria Terra é magnético. Foi Sir William Gilbert, médico da corte da rainha Isabel I de Inglaterra, que propôs na primeira vez a subsistência do campo magnético terrestre. Desde desse jeito, diversos cientistas têm se dedicado ao estudo do magnetismo terrestre, contribuindo de forma fundamental para a compreensão desse fenômeno global que tem uma influência respeitável no desenvolvimento do nosso planeta.

Mas o campo magnético da Terra não é permanente nem imóvel, todavia que mudam constantemente de intensidade e direção, e em escalas de tempo muito diferentes. Pesquisas recentes demonstram que existe uma tendência global de enfraquecimento do campo magnético terrestre, há por volta de 2.000 anos e que, além disso, essa tendência se acelerou bruscamente a partir de 1840. Por que ocorre esse fenômeno?

O núcleo terrestre é uma esfera metálica vasto, de em torno de 3.485 km de raio, isto é, um tamanho parelho ao do planeta Marte; e é principalmente composto por ferro e níquel, ambos bons condutores de eletricidade. Como essas correntes não são constantes, o campo magnético varia com o tempo. No entanto, há que assinalar que, hoje em dia, não existe uma hipótese completa que permita dominar em detalhe a origem e modo do campo magnético terrestre e, muito menos, prever a tua prosperidade futura.

  • 30 de abril de 1975: Saigon é tomada pelos norvietnamitas
  • Um universo onde Sally acha o organismo de Tony no porta-malas de teu veículo
  • Origens da globalização bancária. Experiências de Espanha e pela América Latina
  • Senadora designada pelo Parlamento de Andaluzia (2011-2012)

Já em 1905, Einstein considerava que o entendimento do aparelho que gera o campo magnético da Terra é um dos desafios não resolvidos mais primordiais da Física. Assim, o que sabemos com segurança é que o campo magnético da Terra varia com o tempo. Uma das manifestações deste fenômeno é o movimento do pólo norte magnético.

Durante séculos, o pólo norte magnético foi o sistema de direção utilizado por navegadores pra estipular o resto dos pontos cardeais. O registro do campo magnético da Terra a começar por fatos instrumentais, existente desde, por volta de, desde o s.

XVII, permitiu aprender em detalhe o referido movimento. Na imagem (abaixo), desejamos olhar o movimento do pólo norte magnético ao longo do ártico canadense ao longo dos últimos 120 anos. As observações indicam que, além do mais, nas últimas décadas, está ocorrendo um movimento acelerado do pólo magnético e que atualmente se move a um ritmo de por volta de cinquenta km/ano.

isto É, a cada dia, o norte magnético desloca-se em torno de 125 m. De continuar a este ritmo, prevê-se que em torno de cinquenta anos, o pólo norte alcance Sibéria (Rússia). Outra manifestação da alteração temporal do campo magnético terrestre são as inversões de polaridade que ocorrem em escalas de tempo geológicas. Estes eventos foram descobertos graças ao estudo das propriedades magnéticas das rochas magmáticas do fundo do Oceano Atlântico.

A indispensabilidade de detectar submarinos ao longo da Segunda Guerra Mundial levou ao desenvolvimento de instrumentos muito sensíveis para mensurar sinais magnéticas (chamados detectores magnéticos aéreos). Posteriormente, desenvolveram-se materiais parecidos pra entender o fundo do oceano e se pôde olhar que a magnetização define faixas paralelas de rochas magnetizadas, alternadamente, na direção do campo magnético atual e em uma direção inversa.